Artigo

Ligações Ciência-empresas em Portugal e Espanha: um potencial de inovação inexplorado?

Manuel M. Godinho, ISEG – Lisbon School of Economics and Management, Universidade de Lisboa; José Guimón, Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais, Universidade Autónoma de Madrid (UAM); Catalina Martínez, Instituto de Políticas e Bens Públicos, Conselho Superior de Investigações Científicas espanhol (IPP-CSIC); Joana Mendonça, IN+ Centre for Innovation, Technology and Policy Research, IST, Universidade de Lisboa;

Portugal e Espanha têm um desempenho inferior comparativamente às economias europeias mais avançadas em termos de indicadores-chave de ligações Ciência-empresas, tais como a geração de patentes por parte de universidades e instituições públicas de investigação, copublicações público-privadas, financiamento privado para investigação e desenvolvimento (I&D) no ensino superior, e mobilidade de doutorados para a indústria. Apesar de apresentarem trajetórias semelhantes, ambos os países abordaram o desafio de intensificar as ligações Ciência-empresas com políticas distintas, o que oferece oportunidades de aprendizagem mútua e de partilha de boas práticas.
Pontos-chave
  • 1
       A patenteação por parte de universidades e organismos públicos de investigação tem aumentado em Portugal e Espanha, embora mantendo-se inferior à média da UE.
  • 2
       A copublicação de artigos científicos por parte de investigadores académicos e de empresas também tem vindo a aumentar, mas está ainda bastante abaixo da dos líderes da UE.
  • 3
       Apenas 6% dos doutorados em Portugal e Espanha trabalham no setor empresarial.
  • 4
       A percentagem de I&D de ensino superior financiada pelo setor empresarial é substancialmente mais elevada em Espanha (5,5%) do que em Portugal (2%), embora ambos estejam abaixo da média da UE.
  • 5
       Recentemente, Portugal e Espanha enriqueceram os respetivos portefólios de políticas através do lançamento de novos programas destinados à construção de consórcios entre Ciência e empresas e laboratórios conjuntos.
  • 6
       Nos próximos anos, um maior alinhamento entre a investigação científica e o setor das empresas será fundamental para a recuperação económica de Portugal e Espanha.

A investigação académica, amplamente definida como sendo realizada por universidades e instituições públicas de investigação, pode ter um forte impacto na inovação pelo facto de disponibilizar novos conhecimentos que podem ser utilizados pelas empresas no desenvolvimento de novos produtos, serviços e processos. No entanto, este impacto será limitado na ausência de ligações eficientes que facilitem o intercâmbio de conhecimentos e a cooperação entre Ciência e empresas.

Classificação

Etiquetas

Temáticas

Conteúdos relacionados

Artigo

Segurança vs prazer: As motivações sexuais das pessoas em Portugal e Espanha estão ligadas aos seus conhecimentos e práticas sobre saúde sexual?

Este artigo analisa a forma como estar motivado pela prevenção de doenças (“segurança”) ou pela promoção do prazer (“prazer”) molda a forma como as pessoas compreendem a saúde sexual e procuram alcançar os seus objetivos sexuais.

Infodata

Índice de EcoInovação

Portugal encontra-se numa posição intermédia na inovação ambiental, enquanto Espanha encontra-se entre os países líderes.

Infodata

Mulheres inventoras

Quem inventa mais: homens ou mulheres? A proporção em Portugal é de uma mulher para cada quatro homens, e em Espanha é de uma para cada cinco. Superam a média europeia?

Infodata

Autoria de publicações científicas segundo o sexo

Quem publica mais: homens ou mulheres? A percentagem de mulheres que publicam em campos STEM em Portugal e Espanha é superior à média europeia, refletindo o facto de a proporção de mulheres investigadoras no meio académico ser também mais elevada do que a média europeia.

Infodata

Investigadoras mulheres por setores

A Portugal e Espanha estão acima da média europeia em termos da percentagem de mulheres investigadoras em todos os sectores considerados, embora a menor participação seja no sector empresarial e a maior no sector governamental.

Também pode ser do seu interesse

Evolução da Ciência e Tecnologia em Portugal e Espanha

Artigo

Evolução da Ciência e Tecnologia em Portugal e Espanha


Ciência

A investigação e a inovação em Portugal e Espanha desenvolveram-se em percursos paralelos, embora com algumas características que os diferenciam.

Pedidos de patentes ao Instituto Europeu de Patentes

Infodata

Pedidos de patentes ao Instituto Europeu de Patentes


Ciência

Apesar do crescimento nos últimos 10 anos, a posição relativa de Portugal e Espanha em termos de pedidos de patentes está muito atrás da dos países líderes em inovação.

Despesa em I&D por setores

Infodata

Despesa em I&D por setores


Ciência

Em 2019, a parte do orçamento público total atribuída à I&D era de 0,82% em Portugal e 1,24% em Espanha, ambos abaixo da média da UE-27.