A evolução da economia e a rejeição da imigração na Europa

Javier G. Polavieja, Universidade Carlos III de Madrid

A rejeição da imigração é explicada por elementos económicos objetivos como a crise económica, a vulnerabilidade económica do agregado familiar e a exposição dos trabalhadores à concorrência no trabalho.
Pontos-chave
  • 1
       A rejeição da imigração tem bases económicas objetivas.
  • 2
       Os trabalhadores empregados nas profissões mais expostas às pressões competitivas do mercado tendem a manifestar uma maior rejeição da imigração, independentemente do seu nível educacional.
  • 3
       Um aumento acelerado da imigração seguido de uma grave crise económica é o cenário propício para o crescimento da rejeição da imigração.
  • 4
       As pessoas com maiores dificuldades económicas do agregado familiar são aquelas que manifestam a maior rejeição da imigração, para além de outros fatores tais como ideologia e atitudes e valores políticos.
Relação entre o agravamento da situação económica e o aumento da rejeição da imigração no período de 2004 a 2010
Relação entre o agravamento da situação económica e o aumento da rejeição da imigração no período de 2004 a 2010
A ascensão dos discursos xenófobos

A rejeição da imigração é a base dos discursos nacional-populistas em ascensão na Europa e nos Estados Unidos. Por detrás da rejeição do outro e da xenofobia encontram-se fatores económicos objetivos, tais como o desenvolvimento macroeconómico do país, a vulnerabilidade económica individual e a exposição à concorrência no trabalho. Ideologia, identidades e valores individuais desempenham um papel fundamental na formação das atitudes expressas nesses discursos em relação aos imigrantes, mas seria um erro pensar que a educação em valores por si só seja capaz de reverter os atuais níveis de rejeição.

Classificação

Autor

Javier G. Polavieja , Universidade Carlos III de Madrid

Etiquetas

Temáticas

Conteúdos relacionados

Artigo

Os imigrantes são mais ambiciosos do que os seus compatriotas que não emigram?

A emigração envolve sempre uma dose de ambição? Analisámos se existe uma maior orientação para o sucesso, para o risco e para o dinheiro nos imigrantes em comparação com quem não emigrou

Também pode ser do seu interesse

Artigo

Estudo experimental sobre o enviesamento atencional nos cuidados médicos durante a pandemia de Covid-19

Estudo experimental sobre o enviesamento atencional nos cuidados médicos durante a pandemia de Covid-19

Inclusão Social

Em diversos países, a incidência, prevalência e taxas de mortalidade do vírus da Covid-19 afetaram desproporcionalmente pessoas não brancas, mas até ao momento não se dispõem de dados publicados que permitam explicar este fenómeno. Será que as admissão em unidades de cuidados intensivos (UCI) são proporcionais entre os brancos e os negros?

Artigo

Perceção dos professores, profissionais de saúde e idosos portugueses relativamente à vacinação contra a Covid-19

Perceção dos professores, profissionais de saúde e idosos portugueses relativamente à vacinação contra a Covid-19

Inclusão Social

O objetivo deste estudo é identificar e avaliar as principais perceções, atitudes e conhecimentos em relação à vacinação contra a Covid-19 de três grupos de risco: professores, profissionais de saúde e idosos.

Artigo

Pandemia de Covid-19 e educação em creche em Portugal: medidas de prevenção e controlo, práticas pedagógicas e bem-estar

Pandemia de Covid-19 e educação em creche em Portugal: medidas de prevenção e controlo, práticas pedagógicas e bem-estar

Inclusão Social

Esta investigação aborda a implementação de medidas de prevenção e controlo da Covid-19, práticas pedagógicas, bem-estar de crianças e profissionais e literacia em saúde digital nos serviços de educação precoce para crianças dos 0-3 anos em Portugal.